Prótese de Mama

Cirurgia plástica para aumento ou correção das mamas com prótese

Seja para correção ou aumento, a prótese de mama valoriza a silhueta e aumenta a autoestima. O procedimento também é conhecido como aumento de mamamamoplastia de aumento ou simplesmente prótese de silicone. Agende agora uma avaliação com médicos especialistas!

O que é Prótese de Mama

O implante de prótese de mama é um procedimento cirúrgico que tem como objetivo aumentar, corrigir ou devolver o volume dos seios e proporcionar um melhor contorno, firmeza e simetria através da inclusão de prótese de silicone.

Indicações para a Prótese de Mama

O implante de prótese de mama é indicado para mulheres com seios pequenos ou desproporcionais ao corpo, correção de assimetria e seios murchos devido à amamentação. A cirurgia de prótese de mama é contraindicada para menores de 16 anos, idade em que a formação dos seios está completa.

Tamanho da Prótese de Mama

As medidas do tórax, o posicionamento e o formato da prótese influenciam na escolha do tamanho. A melhor maneira de determinar o tamanho da prótese é em avaliação com o médico especialista, provando diferentes tamanhos e formatos de próteses com sutiã. Todas as decisões dependem fundamentalmente de uma discussão cuidadosa entre você e o médico especialista.

Tipos e formatos de Prótese de Mama

Existem basicamente 3 formatos de prótese de mama. Pode ser redondo (baixo, médio e alto), anatômico (gota) e cônico. Os tamanhos disponíveis são diversos e a superfície pode ser lisa ou texturizada. Assim como a decisão do tamanho, o formato também depende da discussão entre você e o médico.

Preço da Prótese de Mama

Para garantir um orçamento personalizado, é necessário que a cliente passe por uma avaliação criteriosa com um médico especialista para que todas as características individuais sejam levadas em consideração antes da formalização do preço. As formas de pagamento são acessíveis: à vista com desconto, cheque, boleto ou parcelamento no cartão em até 18x com baixa taxa de juros.

Como é feito o implante da Prótese de Mama

O cirurgião faz a incisão, que pode ser na aréola, no sulco abaixo dos seios ou nas axilas, e aloja a prótese na frente ou atrás do músculo, de acordo com a melhor indicação para o biotipo da cliente.

Pré-operatório

A escolha do tamanho, tipo de prótese e melhor local para a incisão são feitas pela cliente e pelo médico. Deve-se interromper o uso de medicamentos a base de ácido acetilsalicílico (Aspirina, Doril, AAS etc.), que aumentam a possibilidade de sangramento.

Anestesia

A anestesia pode ser geral, peridural ou local com sedação.

Duração da cirurgia

A cirurgia tem duração de 2 a 4 horas.

Tempo de internação

O tempo de internação e de até 6 horas caso o procedimento seja realizado com anestesia local e 24 horas no caso de anestesia geral.

Pós-operatório

Massagens leves são indicadas para que o músculo se acostume ao novo tamanho do seio e não encurte. Para um pós-operatório mais tranquilo são recomendadas sessões de drenagem linfática  para a eliminação de seromas ou líquidos indesejados que podem causar dor. Dessa forma o retorno às suas atividades diárias acontece de forma mais rápida. É importantíssimo o uso da malha cirúrgica para sustentar a pele, a Pró-Corpo oferece material de alta qualidade para maior conforto da cliente.

A retirada dos pontos é feita de uma semana a 12 dias após a cirurgia. A cliente deve evitar movimentos bruscos nos 20 primeiros dias, e só poderá voltar às suas atividades normais após um mês, desde que sejam leves. Para atividades mais pesadas, a cliente deve esperar no mínimo 2 meses.

1 - Qual o momento ideal para colocar uma prótese?
De modo geral, os especialistas recomendam uma idade mínima de 17 ou 18 anos, quando a mama já está bem desenvolvida. Além disso, mulheres que pretendem engravidar não devem fazer a cirurgia, pois o formato da mama pode mudar depois da amamentação. Em muitas mulheres, elas diminuem de tamanho, pois há uma espécie de atrofia da glândula mamária. Além disso, segundo especialistas,  a colocação da prótese não resolve a flacidez das mamas. Em alguns casos, para um resultado melhor, é preciso tirar a pele excedente.

2 - Como é o pós-operatório?
A mulher sente mais dor nas primeiras 48 horas. Um dreno é colocado para evitar acúmulo de secreções e retirado em um ou dois dias. Em quatro ou cinco dias, é possível voltar ao trabalho, desde que ele não exija muito esforço físico. Os exercícios podem ser retomados após 60 dias.

3 - A cirurgia deixa cicatrizes?
As cicatrizes são inevitáveis, mas costumam ser pequenas e ficar escondidas. O corte para colocação da prótese pode ser feito sob a mama (no sulco entre o seio e o tórax), ao redor da aréola ou na axila. Normalmente, para uma prótese de 260 ml, a cicatriz costuma medir cerca de 4 cm.

4 - Onde a prótese é colocada?
Há duas possibilidades: ela pode ser inserida entre a glândula mamária e o músculo ou atrás do músculo. O médico decide qual a melhor opção para cada paciente, dependendo do caso.

5 - Quando aparecem os resultados definitivos?
Após a cirurgia há um inchaço que leva cerca de dois meses para desaparecer. O formato definitivo do seio só aparece em torno de seis meses após a cirurgia.

6 - A prótese impede a amamentação?
Não, pois ela é colocada sob o músculo ou entre o músculo e a glândula mamária. Iisso não interfere no crescimento do seio durante a gravidez e na amamentação. Os ductos mamários, que conduzem o leite, não são cortados durante a cirurgia. Mas, após a amamentação, em algumas mulheres as mamas mudam de tamanho.

7 - Quais sinais podem indicar problemas?
A paciente deve procurar um médico quando observa perda de resultados estéticos, como assimetria das mamas, quando uma fica mais dura ou mais alta ou quando há sinais de nódulos ou caroços e dores.

8 - O silicone pode causar câncer ou outras doenças?
No início, especialistas especularam se as próteses poderiam aumentar o risco de tumores. No entanto, diversos estudos não confirmaram essa suspeita. Um deles, feito em 2000 pelo Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos, acompanhou mais de 13 mil mulheres e concluiu que a prótese não estava relacionada nem ao aumento do risco de tumores nem ao atraso no diagnóstico.

9 - A prótese impede o diagnóstico de câncer?
Não, mas se a paciente tiver casos de câncer de mama na família, o médico pode preferir colocar a prótese sob o músculo, para facilitar a visualização de um possível tumor.

10 - Quanto custa a cirurgia?
Para garantir um orçamento personalizado, é necessário que a cliente passe por uma avaliação criteriosa com um médico especialista para que todas as características individuais sejam levadas em consideração antes da formalização do preço.

11 - Qual a validade da prótese?
Os médicos não estipulam um prazo determinado para a troca da prótese. As mais antigas precisam de acompanhamento após dez anos, aproximadamente, para checar como está a situação do produto. As mais modernas devem durar mais --em torno de 15 ou 20 anos--, estimam os especialistas.

12 - Como deve ser o acompanhamento?
A mulher pode acompanhar a situação da prótese por meio de exames de rotina, como ultrasom e mamografia. Quando há dúvidas, o melhor exame é a ressonância magnética.

13 - Qual a diferença entre as próteses atuais e as mais antigas?
As mais antigas, usadas nas décadas de 80 e 90, eram mais lisas e tinham um revestimento mais fino. O silicone era mais líquido. As mais atuais são mais consistentes e o preenchimento lembra uma gelatina. Ainda assim, são bem maleáveis e macias ao toque.

14 - Qual o perigo do vazamento do silicone?
Ele pode provocar uma inflamação crônica nos tecidos vizinhos, o que pode até levar à perda de tecidos.

15 - Há risco de rejeição à prótese?
Segundo os médicos, não. A rejeição envolve a formação de anticorpos, algo que não acontece com um material inerte como o silicone.

Escolha a unidade mais próxima de você

Endereço: Rua Itapeva, 490 - Térreo - Bela Vista

Receba nossa Newsletter
Ligue agora